Oficina foca nos cuidados de saúde para população LGBT

Por Monica Melo – em 169

Na noite desta quinta-feira (27), a Coordenadoria de Promoção a Cidadania LGBT e Igualdade Racial da Prefeitura Municipal de João Pessoa realiza uma oficina com alunos de enfermagem na Faculdade Maurício de Nassau. A oficina irá focar nos cuidados de saúde específicos para a população LGBT. A atividade começa às 19h na Tenda Paulo Freire.

O coordenador Geral LGBT, Roberto Maia, defende que é preciso refletir sobre as práticas de saúde para a população LGBT, pois ela ainda encontra dificuldades no atendimento como, por exemplo, serem identificados pelo nome em conformidade a sua identidade de gênero nos serviços do SUS. “Temos alguns decretos a nível municipal, estadual e federal do uso do nome social para travestis e transexuais, mas mesmo assim ainda há dificuldade”, relata.

Roberto lembra que há diversos temas pertinentes a população que precisam ser debatidos. “Precisamos dialogar também sobre o aumento de mulheres lésbicas vítimas de estupros chamados corretivos, como também sobre a dificuldade da população bissexual ser compreendida por sua  orientação sexual”,  exemplifica. Ele relata também que sempre é solicitado aos gays exames ISTs (Infecção Sexualmente Transmissível), mesmo quando os sintomas contrariam essa necessidade, como em uma crise hipertensiva, por exemplo.

No município de João Pessoa, a Coordenadoria de Promoção a Cidadania LGBT e Igualdade Racial está pactuando com a Secretaria de Saúde para que cinco Unidades de Saúde da Família se tornem referência para o público LGBT. “Essa população hoje só chega na urgência e emergência dos hospitais e sabemos que ela precisa fazer a prevenção e a promoção a na atenção básica. Já fizemos a primeira pactuação com a Unidade de Saúde Integrada do Geisel e agora devemos pactuar com as outras quatro”.