Centro de Cidadania LGBT inscreve travestis e mulheres transexuais para o Banco Cidadão

30/06/2016

Larissa Claro

As travestis e mulheres transexuais que residem em João Pessoa podem acessar o programa Banco Cidadão por meio da linha de crédito Cidadã Mulher, destinada às mulheres que estão em situação de vulnerabilidade social. Para participar da próxima seleção, o público interessado deverá realizar uma pré-inscrição nesta sexta-feira (1º), das 8h às 14h, no Centro de Cidadania LGBT, localizado no Parque Solon de Lucena.

Com teto de R$ 8,8 mil e taxa de juros a 0,9% ao mês, o microcrédito social poderá ser aplicado nas modalidades de investimento fixo e capital de giro. Para a assessora técnica da Coordenadoria de Promoção à Cidadania LGBT da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), Josy Silva, trata-se de uma importante ação social para garantir o acesso de travestis e mulheres transexuais a uma atividade geradora de renda.

“Muitas delas já trabalham no mercado de beleza e estética, por exemplo. O acesso ao crédito vai permitir melhorar produtos e serviços que elas oferecem ou inseri-las como autônoma no mercado formal ou mesmo informal de trabalho”, destacou.

Para realizar a pré-inscrição, são exigidos cópias dos documentos de Identidade e CPF, além de comprovante de residência. Até o final do ano, o público inscrito será chamado para realizar uma capacitação de dois dias, com o foco na formatação de um plano de negócios.

A inserção das transexuais na linha de crédito Cidadã Mulher é fruto de uma parceria da Coordenadoria de Promoção à Cidadania LGBT com a Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para Mulheres (SEPPM), responsável pelas inscrições da linha de crédito Cidadã Mulher, e da Secretaria de Trabalho, Produção e Renda, que gere o programa Banco Cidadão.