Feira de Serviços beneficia homens e mulheres trans no Centro de Cidadania LGBT

Por Larissa Claro – em 317

Dezenas de homens e mulheres transexuais procuraram o Centro de Cidadania LGBT, que funciona no anel externo do Parque da Lagoa, para participar da segunda edição da Feira de Serviços que ocorreu nesta sexta-feira (27). O evento é promovido pela Coordenadoria Municipal de Promoção à Cidadania LGBT e Igualdade Racial como forma de garantir direitos a essas pessoas. A inscrição para o programa Minha Casa, Minha Vida e cadastro no Bolsa Família foram os serviços mais procurados pelo público.

É o caso da jovem Yasmim Guedes, de 25 anos, que foi à Feira de Serviços com o objetivo de realizar o sonho da casa própria. “Eu moro atualmente com um tio e fiquei animada com a possibilidade de me inscrever no programa”, disse. Yasmim conta que também está buscando emprego e espera que a feira a ajude a encontrar uma vaga no mercado.

A procura por emprego formal, inclusive, também está entre os serviços mais procurados pela população trans que participou do evento. Os interessados puderam realizar um pré-cadastro no Sine-JP e em duas empresas privadas (Contax e AeC), onde serão chamadas em seguida para apresentar documentos e compor o banco de dados.

Paulo da Silva Alexandre, de 37 anos, espera que esse cadastro o ajude a voltar ao mercado. Ele conta que está desempregado há dois anos e que não tem sido fácil encontrar uma nova oportunidade. “Trabalhei como porteiro, mas desde que saí não consigo arranjar outro emprego. Estou aberto a qualquer oportunidade”, disse.

A Feira de Serviços faz parte do programa Transcidadania, que tem o objetivo de inserir a população de travestis e transexuais nas políticas públicas ofertadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). O evento foi escolhido para acontecer nesta sexta-feira em razão do Dia da Visibilidade Trans, comemorado no próximo domingo (29).

O coordenador de Promoção à Cidadania LGBT, Roberto Maia, ressaltou que a feira aproximou este segmento da população dos serviços ofertados pela PMJP nas áreas social, de saúde, habitação, trabalho e educação. “Percebemos que esse tipo de evento aproxima a população dos serviços ofertados pela prefeitura. Eles se sentem mais a vontade estando aqui no Centro da Cidadania, que é um espaço voltado para o atendimento dessa população”, avaliou Maia.

Durante o evento, a população também teve acesso ao Banco Cidadão, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), além de realizar testagem rápida de HIV, sífilis e hepatites virais, entre outras ações de prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) e Aids. O Serviço Especializado em Abordagem Social (Ruartes) e o projeto Consultório na Rua também estiveram presentes.